Florianópolis – SC – Brasil Ver mapa
Deinfra apresenta mudança no traçado para evitar desapropriações

Deinfra apresenta mudança no traçado para evitar desapropriações

Deinfra apresenta mudança no traçado para evitar desapropriações

Um novo traçado para trecho do novo acesso ao Aeroporto Hercílio Luz está sendo proposto pelo Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra). Na edição de ontem o Diário Catarinense mostrou que parte da via, entre o trevo de acesso à Ressacada até após o Loteamento Recreio Santos Dumont, no Carianos, poderia causar uma briga judicial que colocaria em risco parte da obra. O traçado licitado prevê que a rodovia duplicada passe em cima de 200 lotes, cujo valor de desapropriação poderia ultrapassar R$ 30 milhões.

A proposta do presidente do Deinfra, Paulo Meller, para o novo traçado desse trecho foi apresentada à Fundação Estadual do Meio Ambiente (Fatma) na terça-feira e divulgada exclusivamente ao jornal na tarde de ontem. A via passaria em rua ao lado da Ressacada, em terrenos com poucas construções e particulares.

O estudo de viabilidade técnica para determinar a extensão e custo de desapropriações está em elaboração. No entanto, segundo Meller, os técnicos ambientais do Deinfra afirmaram que o novo traçado é menos prejudicial ao meio ambiente do que o antigo.

O estudo deve ficar pronto em 15 dias e será encaminhado à Fatma para avaliação dos impactos ambientais. Para Meller, se aprovado, o novo traçado resolveria o impasse existente na área de construção do traçado licitado, evitaria atraso na obra por processos judiciais e economizaria dinheiro.

— Mesmo com a aprovação desse traçado, a obra não vai acabar no prazo contratual. Mas estamos focando na via de acesso pela Tapera para que fique pronta em 2014 — diz.

Depois do projeto aprovado pela Fatma, o Deinfra avalia se será preciso abrir nova licitação, apenas para a execução do novo traçado, ou se será possível fazer uma retificação na licitação antiga. Independentemente da opção, será preciso encaminhar a modificação do projeto ao Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES), financiador de toda a obra no novo acesso.

Fonte: Diário Catarinense.

 

Solicite sua Reserva

Mande uma mensagem e reserve uma data para a sua estádia.